sábado, 29 de outubro de 2011

“Sabe qual é o seu problema?”


Eu quero morrer de catapora roxa quando alguém me responde qualquer colocação que eu faça com essa máxima: “sabe qual é o seu problema?”

“Não, não sei. Diga você! Qual é? E já que você é profissional e está disposto a me analisar de graça, aproveita e faz o serviço completo: dê também a solução para o que você acredita ser o meu problema!”

Fala sério? A vontade é de dar uma resposta assim, invertida, atravessada! Mania feia essa que muita gente tem de achar que conhece mais de você e dos seus problemas do que você mesmo. Tudo bem que quem está de fora enxerga melhor o contexto, o problema. Mas, daí a já mandar essa droga de frase na lata, como se a gente não tivesse a menor idéia do que está acontecendo em nossa vida, já é demais.

Tremenda falta de sensibilidade. Bom seria se alguém viesse até você com o diagnóstico correto e tirasse a solução da manga!

Pronto! Falei e desabafei!

E hoje é isso. Se não for isso, é mais ou menos isso.

8 comentários:

  1. Ótimo. Parabéns. Fale meeeeeeeeesmo. Sempre que quiser... E se ouvir frases do gênero novamente já tem o texto pra devolver na lata tbm.

    E eu assino em baixo do seu texto.

    ;)

    ps: bom resto de semana o/

    ResponderExcluir
  2. Rodrigo, queridoooooooooooo, quanto tempo!

    Menino, num é?! Fico bege com esse povo! rs

    Beijos e um restim de semana abençoado pro cê também!!

    ResponderExcluir
  3. fala seeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeerio,muito legal,essa é de aplaudir com os pés.amei

    tem gente q não se encherga msm,não resolvi nem sua vida e ainda acha q pode resolver os problemas dos outros.

    rsrsrrsrsrrs

    ResponderExcluir
  4. Valeu, Thálita!!!! Beijos e bom feriadão

    ResponderExcluir
  5. Maravilhoso...to amando seu blog.....amei o DEDAO e a resposta, isso mesmo, VA PRAQUELELUGAR....rsrs bjs querida amiga.....Farah

    ResponderExcluir